Segue-nos no Facebook e juntos vamos criar a maior comunidade de MMA em português!

Espaço do Fontes #3 – Feios, Porcos e Maus!!

Quando pensei no que iria escrever esta semana, dois ou três temas saltaram-me de imediato á cabeça.

A indecisão e a duvida tomaram conta de mim á medida que os dias foram passando, no entanto após 11 de Novembro, foram totalmente dissipadas: depois um grande Fight Night Norfolk – Pettis / Pourier e Matt Brown / Diego Sanchez foram dois combates incríveis – estava escolhido o assunto.

Até que “acontece “… Conor Mcgregor!!

E quando o Irlandês é noticia, passa a ser incontornável.

Só que desta vez por más razões. Muito más.

“ Notorious “ invadiu a Cage, num evento da Bellator e foi autor de atitudes totalmente desrespeitosas para o arbitro Marc Goddard – situação diga-se, em que é já repetente, não podemos esquecer o seu comportamento quando acompanhava Artem Lobov ( sem estar oficialmente no seu canto ) numa luta frente a Andre Fili, onde também colocou em causa uma decisão arbitral de forma inapropriada – e outros elementos da Promotora Norte-Americana.

Na mesma semana, Colby Covington arrasou Jon Jones numa entrevista, acusando-o de ter vencido Daniel Cormier após “um fim de semana a consumir cocaína e a trair a sua mulher “.

Tanto uma como a outra situação foram largamente divulgadas em vários órgãos de comunicação social.

Tanto uma como a outra situação são imagens que ajudam a formar opinião.

Será esta a mensagem que o MMA pretende passar?

Esta modalidade foi e é feita para “duros “, para Homens com H grande e não há qualquer mal nesse aspeto. Muitos dos lutadores vêm das ruas e é por isso normal que existam trocas de palavras mais exaltadas e que passem o nível em que os restantes mortais traçam a linha.

A promoção dos combates é também ela uma arte e representa tanto ou quase tanto para o negocio como a luta em si.

Até aqui nada de mais, o sucesso das grandes Promotoras fala até por si.

No entanto quando passamos para campos como aqueles que ocorreram na semana que passou – agressões a árbitros ou referencias a uso de drogas – há que perceber que, no longo prazo, é a modalidade que sai gravemente danificada.

A conotação negativa é algo que se vai semeando ao longo do tempo e que, quando assenta em definitivo, afeta de forma muitas vezes irreparável até aqueles que não contribuíram para que acontecesse.

O MMA continuará sempre a ser uma modalidade de Feios e Maus. E ainda bem, é bom que assim seja.

Já os Porcos são dispensáveis…

Até para a semana… e boas lutas!!

João Fontes

Sobre o Autor

Facebook Profile photo

Comentar

Editar avatar »