Segue-nos no Facebook e juntos vamos criar a maior comunidade de MMA em português!

Espaço do Fontes #8 – Lawler vs Dos Anjos

Não nos podemos queixar daquilo que Fox e UFC têm apresentado nos seus Fight Nights dos últimos meses.

Ter, no entanto, Robbie Lawler e Rafael dos Anjos a disputar uma luta para perceber quem iria desafiar Tyron Woodley pelo titulo máximo no Welterweight foi, mais do que apenas um bom cartaz, uma verdadeira prenda de Natal antecipada para os fãs.

Para este que vos escreve, possivelmente o Fight Night mais desejável dos últimos tempos. E na verdade, foi tudo o que esperava…e mais!!

5 rounds.

Todos para dos Dos Anjos.

E aqui a surpresa: tenho para mim que Lawler é um adversário temível para qualquer lutador. Não só devido ao espirito guerreiro inigualável. O seu lugar como Nº 2 do Mundo na categoria antes deste combate dizia isso mesmo.

Mas Dos Anjos esteve irresistível.

Começando o primeiro round apostando nos “midlle” e “low kicks” – que acabou por levar até ao fim da luta – o Brasileiro dominou também devido ao “clinch” e a todo um trabalho de joelhos que mostrou sempre colocar o adversário em sentido.

Segundo round.

Um joelho saltado e Lawler na rede.

Uma serie de socos. De esquerda e direita. E Dos Anjos quase ganha ali o combate. Não estava destinado que fosse naquele momento e Lawler volta á vida.

Que segundo assalto!

No terceiro, os melhores momentos do homem de Coconut Creek, que equilibra a contenda. Voltará o Robbie Lawler que todos conhecemos? Sol de pouca dura. Rafael dos Anjos não esmorece e é ele quem, com uma tentativa de “kimura” e algumas cotoveladas, termina o round em alta.

Ainda assim, o mais equilibrado dos três até ao momento.

Enter round 4.

E é a partir aqui que Dos Anjos parte decisivo para a vitória final.

Percebendo que tem o combate dominado, opera em modo defensivo e vai-se esquivando dos golpes do Americano, não sem antes ir deixando a sua marca, com mais “low kicks “e algumas cotoveladas.

15-1 em kicks ás pernas e 189-129 em strikes espelham bem o domínio do carioca por esta altura do combate.

A fechar o round, um joelho saltado, qual ponto de exclamação.

E todos percebemos ali que o combate estava ganho.

Lawler estava desgastado. Física e mentalmente era a imagem do desequilíbrio.

Dos Anjos termina a luta utilizando um “uppercut “, depois um gancho de esquerda, vários “jabs “ e cotovelo em rotação para fechar.

O Nº 4 tinha acabado de dominar por completo o Nº 2.

Uma Decisão Unanime depois e Rafael tinha acabado de tomar o lugar de Robbie.

O próximo adversário chama-se Tyron Woodley.

Mas para um Rafael dos Anjos desta estirpe acreditem, não há impossíveis.

Que ninguém se admire se o Titulo de Welterweight vier a ter sotaque Brasileiro…

Até para a semana… e boas lutas!

João Fontes

Sobre o Autor

Facebook Profile photo

Comentar

Editar avatar »